Seguro Desemprego – Cálculo do Valor e Parcelas

O cálculo do seguro-desemprego varia conforme o tempo de serviço e o salário recebido. Todo ano o Ministério do Trabalho e Emprego publica uma tabela que serve para orientar o cálculo do valor do benefício. Para o seguro desemprego 2016 as regras são as seguintes:

Calcula-se o valor do salário que o trabalhador recebeu em média nos último três meses. Para tanto, basta somar os últimos três salários e multiplicá-lo por 3. De acordo com o resultado calcula-se o valor do benefício assim:

seguro desemprego

  • Se o valor é menor que R$ 1.222,77. Multiplica-se o valor do salário médio por 0.8 (ou seja, 80%).
  • Se o valor é igual a R$ 1.222,78 até R$ 2.038,15 multiplica-se por 0.5 (50%) e soma-se a R$ 978,22. Multiplica-se o valor do salário médio que exceder a R$ 1.222,78 por 0.5 (ou seja, 50%). Depois somasse a esse resultado o valor de R$ 978,22.
  • Se o valor é superior a R$ 2.038,15 o valor da parcela do benefício que será pagar será fixa em R$ 1.385,91.
  • Nenhuma parcela do seguro desemprego poderá ser inferior ao valor do salário mínimo, que para esse ano é R$ 880,00.

Confira a tabela do Seguro Desemprego com os valores:

Valor do Salário Base de Cálculo Valor da Parcela do Seguro
Salário médio de até R$ 1.222,77 80,00 Multiplica-se salário médio dos últimos 3 meses por 0.8 (80%)
Salário médio dos últimos 3 meses de R$ 1.222,78 até R$ 2.038,15 50,00 Salário médio acima de R$ 1.222,77 multiplica-se por 0.5 (50%) e soma-se a R$ 978,22.
Salário médio dos últimos 3 meses acima de R$ 2.038,15 O valor da parcela do seguro desemprego será de R$ 1.385,91 que é o teto salarial da parcela do seguro.
Considerações importantes: o salário médio mensal sempre será contado de acordo com o último vínculo empregatício. Se ele trabalhou menos que 3 meses o valor de calculo será a média dos dois últimos salários ou será igual a o último salário, caso ele só tenha recebido um.

Os trabalhadores que tem direito a receber o seguro desemprego são aqueles que forma dispensados sem justa causa e que tenham registro de trabalho em carteira.

O beneficio do seguro desemprego também varia de acordo com o número de parcelas a serem recebidas. Ele pode ser pago entre 3 a 5 parcelas. Isso varia de acordo como a seguinte tabela:

Cálculo total de parcelas do seguro desemprego

  • Direto a 3 parcelas para os trabalhadores que comprovem vinculo empregatício de no mínimo 6 meses e no máximo 11 meses. Contados sobre os últimos 36 meses antes da entrada do pedido de recebimento do benefício.
  • Direto a 4 parcelas para os trabalhadores que comprovem vinculo empregatício de no mínimo 12 meses e no máximo 23 meses. Contados sobre os últimos 36 meses antes da entrada do pedido de recebimento do benefício.
  • Direto a 5 parcelas para os trabalhadores que comprovem vinculo empregatício de no mínimo 24 meses. Contados sobre os últimos 36 meses antes da entrada do pedido de recebimento do benefício.

Cálculo online do seguro desemprego

O cálculo do seguro desemprego é feito de acordo com o total de meses trabalhados (sendo que o cálculo é feito somente dos últimos 36 meses) e também com a média dos seus últimos 3 salários, sendo que em geral só é preciso escolher seu último salário mesmo.

Documentos para dar entrada no Seguro Desemprego

  • Documento de identificação;
  • CTPS – Carteira de Trabalho e Previdência Social, independente do modelo;
  • Documento de Identificação de Inscrição no PIS/PASEP;
  • Requerimento de Seguro Desemprego / Comunicação de Dispensa impresso pelo Empregador Web no Portal Mais Emprego;
  • TRCT (Termo de Rescisão do Contrato de Trabalho​), com o código 01 ou 03 ou 88, devidamente homologado, para os contratos superiores a um ano de trabalho ou Termo de Quitação de Rescisão do Contrato de Trabalho (acompanha o TRCT) nas rescisões de contrato de trabalho com menos de um ano de serviço ou Termo de Homologação de Rescisão do Contrato de Trabalho (acompanha o TRCT) nas rescisões de contrato de trabalho com mais de um ano de serviço;
  • Documentos de levantamento dos depósitos no FGTS ou extrato comprobatório dos depósitos;
  • CPF.

Prazos para requerimento do Seguro Desemprego

O seguro desemprego possui prazos estipulados para o trabalhador dar entrada no benefício. Confira:

  • Trabalhador formal – do 7º ao 120º dia, contados da data de dispensa;
  • Bolsa qualificação – durante a suspensão do contrato de trabalho;
  • Empregado doméstico – do 7º ao 90º dia, contados da data de dispensa;
  • Pescador artesanal – durante o defeso, em até 120 dias do início da proibição;
  • Trabalhador resgatado – até o 90º dia, a contar da data do resgate.

Condições para recebimento do Seguro Desemprego

As parcelas do seguro desemprego só poderão ser pagas diretamente ao titular beneficiário, com exceção das seguintes situações:

  • Morte do segurado, quando serão pagas aos sucessores parcelas vencidas até a data do óbito;
  • Grave moléstia do segurado, quando serão pagas parcelas vencidas ao seu curador legalmente designado ou representante legal;
  • Moléstia contagiosa ou impossibilidade de locomoção, quando serão pagas parcelas vencidas ao procurador;
  • Ausência civil, quando serão pagas parcelas vencidas ao curador designado pelo juiz;
  • Beneficiário preso, quando as parcelas vencidas serão pagas por meio de procuração.

Como faço para requerer?

Calculo do seguro desempregoAo ser demitido sem justa causa o trabalhador receberá do próprio empregador um formulário chamado de “Requerimento do Seguro-desemprego”. Ele deve ser cuidadosamente preenchido. Após isso já será dada a entrada para o pagamento do benefício em uma agência da Caixa Econômica Federal ou em um dos correspondentes autorizados pelo banco.

Se você tiver quaisquer dúvidas sobre como fazer o cálculo do seu seguro desemprego ou sobre o total de parcelas que terá direito, por favor deixe um comentário logo abaixo que teremos muito prazer em ajudar.

Comente esse artigo usando o Facebook

Comentários

Ou comente pelo formulário do site

12 COMENTÁRIOS

  1. Olá, sou a Vanessa e tenho uma dúvida. Fui demitida, trabalhei um ano e quatro meses, quero saber se com esse tempo de trabalho,tenho direito ao seguro desemprego?

  2. Boa tarde. Tenho 32 meses trabalhados a um valor de um salario minimo, quantas parcelas irei receber de seguro? E o valor é de um salario minimo?

  3. mim chamo Adailton fui demitido aviso previo idenizado recebo adcional noturno e horas extra meu salário é de 1.075,00 com adcional e horas extras o salário da 1.550,00 qual desse valor e calculado sobre a média do seguro desemprego

  4. trabalho a noite fui demitido aviso previo idenizado meu salário mensal é 1.075,00 tenho adcional noturno e horas extras no holerites com as horas extra da 1.550,00 qual desses dois valor é calculado para média do seguro desemprego.mim chamo Adailton

  5. meu nome e otavio e faco essa pergunta …Sou porteiro a 4 anos mas nunca recebi o salário da categoria ganho so o salário mínimo .
    Agora a pergunta ….posso reclamar os meus direitos para tentar ganhar o salário certo da categoria de porteiro

Responda esse comentário