Piso salarial Radialistas 2017 – Reajuste e salário mínimo pelo sindicato

Já saiu o piso salarial pelo sindicato dos radialistas 2017. Confira abaixo a convenção coletiva da categoria com o piso salarial, benefícios, indice de reajuste e o salário nominal de cada cargo da categoria.

Piso salarial radialistas

Reajuste Radialistas do RS 2017

Os salários dos radialistas do RS foram serão reajustados de forma parcelada e abaixo do índice da inflação. O aumento será pelo percentual total de 6,80% (seis vírgula oitenta por cento), a serem pagos da seguinte forma: 4,25% (quatro vírgula vinte e cinco por cento) a partir de 1º de novembro de 2016, e, 2,45% (dois vírgula quarenta e cinco por cento) a partir de 1º de julho de 2017.

Piso salarial Radialistas do RS 2017

Os Radialistas do RS que desempenham funções não regulamentadas nas empresas e emissoras de rádio e televisão no interior e na capital do Estado receberão o piso de R$ 947,65 (novecentos e quarenta e sete reais e sessenta e cinco centavos) mensais, a partir de 1º de novembro de 2016, e, R$ 970,87 (novecentos e setenta reais e oitenta e sete centavos) mensais, a partir de 1º de julho de 2017, exceto os que desempenham as funções de office-boy e contínuo.

Os Radialistas do RS que desempenham funções regulamentadas pela lei 6.615/78 e decreto n° 84.134/79 nas empresas e emissoras de rádio no interior do Estado receberão o piso de R$ 981,02 (novecentos e oitenta e um reais e dois centavos) mensais, a partir de 1º de novembro de 2016, e, R$ 1.005,06 (um mil e cinco reais e seis centavos) mensais, a partir de 1º de julho de 2017.

Os Radialistas do RS que desempenham funções regulamentadas pela lei 6.615/78 e decreto n° 84.134/79 nas empresas e emissoras de televisão no interior do Estado receberão o piso de R$ 1.177,47 (um mil, cento e setenta e sete reais e quarenta e sete centavos) mensais, a partir de 1º de novembro de 2016, e, R$ 1.206,32 (um mil, duzentos e seis reais e trinta e dois centavos) mensais, a partir de 1º de julho de 2017.

Os empregados radialistas que desempenham funções nas empresas e emissoras de rádio e televisão da capital receberão:

O piso salarial dos radialistas de R$ 1.177,47 (um mil, cento e setenta e sete reais e quarenta e sete centavos) mensais, a partir de 1º de novembro de 2016, e, R$ 1.206,32 (um mil, duzentos e seis reais e trinta e dois centavos) mensais, a partir de 1º de julho de 2017, para os Radialistas que exerçam as funções de Rádio – TV fiscal, auxiliar de discotecário, contraregra, encarregado de tráfego (do Setor de Produção), roteirista de intervalos comerciais, operador de som estúdio, projecionista de estúdio, remontador de ótica e magnético, guarda-roupeiro, aderecista, ceno-técnico, decorador, cortineiro-estofador, maquinista,operador de microfone, auxiliar de iluminador, operador de cabo, operador de máquina decaracteres, operador de telecine, operador de vídeo, operador de vídeo – tape (VT), técnico de externas, almoxarife técnico, montador de filmes, operador de transmissor de Rádio, operador de transmissor de televisão, técnico-laboratorista, desenhista, eletricista, técnico de manutenção eletrônica, mecânico,técnico de ar condicionado, operador de Rádio e operador de áudio, assistente de estúdio, assistentede produção, discotecário, fotógrafo, encarregado de cinema, filmotecário, operador de mixagem, camareiro, carpinteiro, pintor, operador de gravações, iluminador, arquivista de tapes, supervisor técnico de laboratório, técnico de áudio, técnico de manutenção de rádio, operador de câmera, auxiliar de operador de câmera de unidade portátil externa, pintor artístico, cenógrafo, maquetista, operador de satélite e operador de tele texto.

O piso salarial dos radialistas de R$ 1.355,60 (um mil, trezentos e cinquenta e cinco reais e sessenta centavos) a partir de 1º de novembro de 2016, e, R$ 1.388,82 (um mil, trezentos e oitenta e oito reais e oitenta e dois centavos) a partir de 1º de julho de 2017, para os Radialistas que exerçam as funções de produtor executivo, autor-roteirista, diretor artístico ou de produção, diretor de programação, diretor esportivo, diretor musical, diretor de programa, continuísta, coordenador de produção, coordenador de programação, diretor de imagens (TV), editor de vídeotape (VT), coordenador de elenco, encarregado do tráfego (Setor de Dublagem), marcador de ótica, cortador de ótico e magnético, editor de sincronismo, locutor apresentador-animador, locutor comentarista esportivo, locutor esportivo, locutor noticiarista de rádio, locutor noticiarista de televisão, locutor entrevistador, locutor anunciador, discotecário-programador, cabeleireiro, costureiro, figurinista, maquilador, supervisor técnico, supervisor de operações, sonoplasta, operador de controle mestre (master), técnico de manutenção de televisão, técnico de estação retransmissora e repetidora de televisão, técnico de vídeo, diretor de dublagem, operador de câmera de unidade portátil externa, operador de central técnica e rádio-escuta.

Se a jornada de trabalho for inferior à legal, é devido o piso salarial, salvo se contratado com horário reduzido, caso em que será observada a proporcionalidade.

Convenção coletiva completa dos radialistas do RS 2017

Comente esse artigo usando o Facebook

Comentários

Ou comente pelo formulário do site

SEM COMENTÁRIOS

Responda esse comentário